… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 24 de dezembro de 2016

24 de dezembro


C. H. Spurgeon

Leituras Matutinas

24 de dezembro
“[O Senhor Jesus Cristo] por amor de vós Se fez pobre.” (2Co 8:9, ARC, Pt)

O Senhor Jesus Cristo era eternamente rico, glorioso e exaltado, mas “sendo rico, por amor de vós Se fez pobre; para que pela Sua pobreza enriquecêsseis.” Como o crente rico não pode ser sincero na sua comunhão com os seus irmãos pobres, a não ser que com os seus bens ele ministre às necessidades desses irmãos pobres, assim também (já que uma mesma lei rege tanto para a cabeça como para os membros) é impossível que o nosso Senhor Jesus Cristo possa ter tido comunhão connosco, a não ser que nos tenha feito partícipes das Suas abundantes riquezas e Se tenha feito pobre para nos fazer ricos. Se Ele tivesse permanecido no Seu trono de glória e nós tivéssemos continuado nas ruínas da queda, sem receber a Sua salvação, a comunhão teria sido impossível para ambas as partes. A nossa posição de homens caídos faz com que seja tão impossível que, fora do Pacto de Graça, haja comunhão entre nós e Deus, assim como que a haja entre Cristo e Belial. Para que essa comunhão possa ser obtida, é necessário que o parente rico outorgue os seus bens aos seus parentes pobres, que o justo Salvador dê a Sua perfeição aos Seus irmãos pecadores e que nós, pobres e culpados criaturas, possamos receber da Sua plenitude, graça por graça. E assim, dando e recebendo, Um desce das alturas e o outro sobe das profundidades e podem assim abraçar-se reciprocamente em sincera e cordial comunhão. A pobreza, antes de aventurar-se a ter comunhão, tem de ser enriquecida por Aquele em quem estão os tesouros infinitos; e a culpa, antes de que a alma possa andar em comunhão com a pureza, tem de desaparecer na justiça repartida. Jesus tem de vestir o Seu povo com seus próprios vestidos, ou Ele não o pode admitir no Seu palácio de glória; Jesus deve lavar os Seus no Seu próprio sangue, ou então eles não estarão em condições de receber o Seu abraço de comunhão.

Oh crente, aqui há amor! Por amor de ti Jesus “Se fez pobre” para te elevar à comunhão com Ele.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: