… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 24 de dezembro de 2016

24 de dezembro




C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
24 de dezembro

“Os teus inimigos te serão sujeitos, e tu pisarás sobre as suas alturas.” (Dt 33:29, ARC, Pt)

Esse arqui-inimigo, o Diabo, é um mentiroso desde o começo; mas é tão convincente que, assim como a nossa mãe Eva, nós somos conduzidos a crer nele. Não obstante, na nossa experiência comprovaremos que ele é um mentiroso.



Ele diz que cairemos da graça, que desonraremos a nossa fé, e que pereceremos com a condenação dos apóstatas; mas, confiando no Senhor Jesus, manter-nos-emos no nosso caminho e comprovaremos que Jesus não perde nenhum dos que Seu Pai Lhe deu. Ele diz-nos que o nosso pão faltará, e que morreremos de fome com nossos filhos; não obstante, o Alimentador dos corvos ainda não nos esqueceu, e nunca o fará, mas prepara-nos uma mesa na presença dos nossos angustiadores.



Ele sussurra-nos que o Senhor não nos livrará da prova que se vislumbra à distância, e ameaça dizendo que a última onça romperá o lombo do camelo. É um grande mentiroso! Pois o Senhor nunca nos deixará, nem nos abandonará. “Livre-o agora!”, grita agora o falso demónio: mas o Senhor fá-lo-á calar vindo em nosso auxílio.



Ele deleita-se muitíssimo dizendo-nos que a morte mostrará ser uma prova demasiada para nós. “Como farás na enchente do Jordão?” Porém, ali também se comprovará que ele nos mente, e atravessaremos o rio cantando salmos de glória.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: