… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

30 de dezembro



C. H. Spurgeon 
Leituras Matutinas
 30 de dezembro
“Melhor é o fim das coisas do que o princípio delas.” (Ec 7:8, ARC, Pt)

OLHA para o Senhor e Mestre de David. Observa o Seu princípio. “Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos.” Queres ver o fim? “Está assentado à destra de Deus, daqui em diante esperando até que os Seus inimigos sejam postos por escabelo de Seus pés.” “Qual Ele é, somos nós também neste mundo.” Deves carregar a cruz, quando não nunca usarás a coroa; tens de passar através do lodo, quando não nunca andarás pelas ruas de ouro. Toma ânimo, portanto, abatido Cristão! “Melhor é o fim das coisas do que o princípio delas.” Olha quão desprezível é a aparência daquela larva que se arrasta! Esse é o princípio da coisa. Olha aquele insecto com vistosas asas que brinca nos raios do Sol e liba nos cálices das flores, cheio de vida e de felicidade. Esse é o fim da coisa. Essa larva és tu, enquanto estás envolto na crisálida da morte, porém, quando Cristo aparecer serás como Ele, pois O verás como Ele é. Alegra-te por seres igual a Ele, “verme e não homem”, para que, como Ele, possas ser saciado quando despertares à Sua semelhança. O diamante em bruto põe-se no torno do lapidário. Ele curta-o em todos os lados. O diamante perde muito, muito que parece precioso. O rei é coroado; coloca-se a diadema na cabeça do monarca, com alegres toques de corneta. Nessa coroa cintila um brilhante raio que procede precisamente daquele diamante que, agora mesmo, o lapidário tratou tão severamente sem piedade. Podes aventurar a comparar-te a ti mesmo a esse diamante, pois tu és um componente do povo de Deus, e este é o tempo quando tens de ser cinzelado. Que a fé e a paciência tenham a sua obra perfeita, pois no dia quando a coroa for posta na cabeça do Rei Eterno, Imortal, Invisível, um raio de glória cintilará a partir de ti. “E eles serão meus” diz o SENHOR dos Exércitos “naquele dia serão para mim jóias.” “Melhor é o fim das coisas do que o princípio delas.”

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: