… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 1 de janeiro de 2017

1 de janeiro



Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon
 1 de janeiro - SÊ FIEL À PALAVRA À PALAVRA DE DEUS

“Ora estes [os de Bereia] foram mais nobres do que os que estavam em Tessalónica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia, nas Escrituras, se estas coisas eram assim.” (At 17:11, ARC, Pt)

A todos vós recomendo uma obediência escrupulosa [à Palavra de Deus], e especialmente àqueles jovens que recentemente têm feito uma profissão de fé em Cristo. Que não sejais como os vossos pais, porque a geração que agora está saindo de cena nem lê a sua Bíblia, nem se interessa por conhecer a vontade do Senhor. Se as pessoas esquadrinhassem as Escrituras, deveríamos encontrá-las juntas em unidade; porém o livro menos lido em todo o mundo, em proporção da sua circulação, é a Palavra de Deus. Ela é distribuída por toda parte, mas escassamente se lê em alguma parte com cuidado e atenção e com uma vontade sincera de seguir os seus preceitos custe o que custar. Vós vindes e escutais-nos, e nós damos-vos pedaços [dela] tirados daqui e dali, embora não adquirais uma noção ampla da mesma como um todo. Como poderias adquiri-la? Os ministros cometem erros, e vós os seguis sem investigação. Um elege este líder e outro aquele, com o fim de criar variedades de opiniões e até mesmo de seitas, o que não deveria ter lugar, e não aconteceria se todos nos aferrássemos com firmeza ao padrão da verdade inspirada. Se a Bíblia fosse lida e se orasse sobre ela, muitos erros teriam uma morte rápida, e outros seriam gravemente estropiados. Se o Livro inspirado tivesse sido lido no passado, muitos erros nunca teria surgido. Por conseguinte, eu peço-vos que esquadrinhem o Livro de Deus; e tudo o que encontrardes lá, assegurem-se de lhe prestar atenção. Custe o que custar, sê fiel à palavra à Palavra de Deus.


A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: Mt 1 – 2
 

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: