… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 1 de julho de 2017

1 de julho


Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon

1 de julho O HOMEM PIEDOSO

“Saibam que o Senhor faz maravilhas por aquele que lhe é fiel.” (Sl 4:3, BPT, Pt)

Nem todos os homens são piedosos. De facto, os ímpios conformam a maior parte da raça humana. E os homens que são piedosos, não o são todos ao mesmo nível. O homem que teme a Deus e deseja, na verdade, conhecê-lO tem certo grau de piedade. O homem que começou a confiar no Salvador que Deus enviou como propiciação pelo pecado tem uma medida bendita de piedade. O homem que tem uma constante comunhão com Deus, que vem ao Pai com as suas orações mais profundas e as suas lágrimas de arrependimento e que anela ter um conhecimento mais profundo e completo de Deus, é um homem piedoso num sentido ainda mais elevado. E aquele que por meio da comunhão continua com Deus, assemelha-se a Ele e reflete a imagem de Cristo como uma fotografia porque O tem observado durante um tempo demorado e se tem regozijado nEle com intensidade, este sim é um homem piedoso. O homem que encontra ao seu Deus em todas as partes, que O vê em todas as obras das suas mãos, o homem que vê a origem de tudo em Deus, tanto o que é motivo de alegria como de tristeza, o homem que vai a Deus para tudo, que leva cada assunto ante o trono da graça e cada petição ante o Deus da misericórdia; o homem que não pode viver sem o seu Deus, para quem Deus é o motivo de maior gozo, a sua ajuda e o seu consolo; o homem que habita em Deus, esse é o homem piedoso. Este é o homem que morará para sempre com Deus, porque O teme e Lhe é fiel e no bom tempo do Senhor, Ele o chamará para aquele lugar bendito onde verá a Deus e se regozijará nEle pelos séculos dos séculos.


Através da Bíblia num ano: 1Cr 27-29


 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: