… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 29 de julho de 2017

29 de julho

C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
29 de julho

“Todo o que o Pai me dá virá a mim.” (Jo 6:37, ARC, Pt)

ESTA declaração envolve a doutrina da eleição. Há alguns que foram dados a Cristo pelo Pai. Esta declaração implica a doutrina da chamada eficaz. Aqueles que são dados devem vir e virão. Por mais que eles se oponham tenazmente, apesar de tudo, eles serão levados das trevas para a maravilhosa luz de Deus. Esta declaração de Deus ensina-nos a indispensável necessidade da fé porquanto ainda aqueles que são dados a Cristo não são salvos a menos que venham a Jesus. Até eles devem vir, pois no Céu não se pode entrar por outro lugar senão pela porta, que é Cristo Jesus. Tudo o que o Pai dá ao nosso Redentor deve vir a ele; por conseguinte nenhum pode ir para o Céu se não vai a Cristo.



Oh o poder e a majestade que há na palavra “virá”! Jesus não diz que eles têm virtude para vir, ou que podem vir se querem fazê-lo, mas eles “virão.” O Senhor Jesus, por meio dos Seus mensageiros, da Sua palavra e do Seu Espírito, constrange suave e misericordiosamente os homens para que entrem para o festim e participem do Seu banquete de bodas. O Senhor faz isto, não violando o livre-arbítrio do homem, mas sim pelo poder da Sua graça. Eu posso exercer domínio sobre a vontade de outro homem, e, não obstante, a vontade desse homem ser perfeitamente livre, porque o domínio está exercido duma maneira de acordo com as leis da mente humana. Jeová Jesus sabe como render o homem inteiro com argumentos irresistíveis dirigidos ao entendimento, com poderosas razões que apelam aos afetos e com a misteriosa influência do Espírito Santo que obra sobre todas as faculdades e paixões da alma para que, considerando que ele uma vez foi rebelde, ele se submeta agora alegremente à Sua direção, rendido pelo Seu amor soberano. Mas, como serão conhecidos aqueles a quem Deus tem escolhido? Por este resultado: que eles voluntária e alegremente aceitem Cristo e venham a Ele com fé sincera e genuína, descansando nEle como o tudo da sua salvação e o tudo dos seus desejos. Leitor, já vieste assim a Jesus?

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: