… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

24 de agosto


William MacDonald 
Um dia de cada vez
24 de agosto

“Assim diz o SENHOR: Reprime a tua voz de choro, e as lágrimas de teus olhos; porque há galardão para o teu trabalho, diz o SENHOR, pois eles voltarão da Terra do inimigo.” (Jr 31:16, ARC, Pt)

Estêvão tinha sido criado no campo de missão. Na infância professou fé em Cristo e tinha sido o meio para guiar alguns ao Senhor. Quando foi para os Estados Unidos da América para estudar na universidade, mantinha um bom testemunho. Mas, logo começou a andar à deriva, a frieza fez a sua aparição e começou a enredar-se em diversos pecados. Logo começou a afeiçoar-se às religiões orientais.

Quando os seus pais o visitaram, ficaram angustiados. Suplicaram, arguiram e rogaram, mas ele estava inflexível. Finalmente, foram ao apartamento onde ele vivia com outros três. O que aí viram esmagou-os completamente. Foram para casa e choraram amargamente.

Ao irem para a cama procuram dormir, mas foi inútil. Finalmente, às quatro da madrugada decidiram levantar-se e ter um tempo devocional. Tocava-lhes ler naquele dia Jeremias 31, mas o marido disse: “Jeremias não!” pensando que o chamado “profeta chorão” não os confortaria. Mas, o Senhor prevaleceu e abriram a Bíblia em Jeremias 31. Quando chegaram ao versículo 16, leram: “Reprime a tua voz de choro, e as lágrimas de teus olhos; porque há galardão para o teu trabalho, diz o SENHOR, pois eles voltarão da Terra do inimigo.”

Milhares de pais cristãos hoje em dia têm o coração destroçado, afligindo-se pelos seus filhos e filhas rebeldes. Quando oram, os céus parecem de ferro. Começam a perguntar-se se Deus alguma vez restaurará o caído.

Devem recordar que nenhum caso é demasiado difícil para o Senhor. Têm de continuar em oração, velando com ação de graças. Devem suplicar pelas promessas da Palavra de Deus.

Quando a mãe a que nos referíamos se interrogava se tinha sido justificada ao reclamar em oração o versículo de Jeremias 31:16, leu em Isaías 49:25, “O teu pleito eu o defenderei, e eu salvarei os teus filhos.”


Tradução de Carlos António da Rocha

*** 

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: