… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 27 de agosto de 2017

27 de agosto


C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
27 de agosto

“Provei-te na fornalha da aflição.” (Is 48:10, ARC, Pt)

Este tem sido muito tempo o lema fixado diante dos nossos olhos na parede do nosso aposento, e de muitas maneiras tem sido escrito também no nosso coração. Não é algo insignificante ser eleito por Deus. A eleição de Deus converte os escolhidos em homens especiais. É melhor ser eleito por Deus, que eleito por uma nação inteira. Este privilégio é tão eminente, que ainda que venha acompanhado de algum inconveniente, aceitá-lo-íamos gozosamente, da mesma maneira que o judeu comia as ervas amargas que acompanhavam o Cordeiro Pascal. Nós escolhemos o forno, posto que Deus nos escolhe nele.

Somos escolhidos como um povo afligido, e não como um povo próspero; escolhidos, não em palácio, mas no forno. No forno a beleza é desfigurada, a moda é destruída, a fortaleza é derretida, a glória é consumida, e, não obstante, aqui o amor eterno revela seus segredos, e declara a sua escolha. Assim tem sido no nosso caso. Em tempos das mais severas provas, Deus tem-nos preparado tão clara a nossa chamada e a nossa eleição, e nós as temos feito firmes: então escolhemos o Senhor para que seja o nosso Deus, e Ele mostrou que somos certamente os Seus escolhidos. Portanto, se hoje o forno é aquecido sete vezes mais, não o temeremos, pois o glorioso Filho de Deus caminhará connosco no meio dos carvões ardentes.

Tradução de Carlos António da Rocha

*** 

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: