… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

23 de setembro

Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras 
de
C. H. Spurgeon
23 de setembro – UMA FÉ PRECIOSA

Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lc 18:8, ARC, Pt)

Ao nosso Senhor, que há-vir, não Lhe importarão os tesouros dos ricos nem as honras dos grandes. Não mirará para as habilidades que tenhamos desenvolvido, nem para as influências que temos, mas, sim, olhará para a nossa fé. A Sua glória é “ser crido no mundo” e isso será o que Ele terá em conta. Este Mercador celestial considera a fé como uma pérola de grande preço, a fé é tão preciosa para Jesus como o é para nós. No último dia terá lugar um minucioso escrutínio que buscará uma coisa fundamental, onde há fé e onde não a há. Aquele que crê será salvo; aquele que não crê será condenado. A busca será levada a cabo em nossos lares e em nossos corações, e a pergunta será: Onde está a tua fé? Honraste a Cristo, confiando na Sua Palavra e no Seu sangue, ou não o fizeste? Glorificaste a Deus ao creres na Sua revelação e a dependeres das Suas promessas, ou não? Pelo facto de que o nosso Senhor na Sua vinda buscará a fé (isso) deve levar-nos a considerá-la como algo muito valioso. Não é um mero ato do intelecto, é uma graça do Espírito Santo que glorifica a Deus e produz obediência no coração. Jesus busca-a porque Ele é o objeto dela, e foi por meio dela que na Sua primeira vinda Ele levou a cabo o Seu propósito. Nosso Salvador está buscando a fé. “Com os Seus olhos bem abertos, vigia os homens atentamente” (Sl 11:4, BPT, pt). Este é o ouro que Ele está buscando na canteira (ou, pedreira) da nossa humanidade. Este é o objetivo da Sua busca real: crês no Senhor Jesus Cristo?


A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: Tg 1-2


 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: