… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

23 de setembro

C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
23 de setembro

“Jesus disse-lhe: Se tu podes crer.” (Mc 9:23, ARC, Pt)

UM homem tinha um filho endemoninhado que era atormentado por um espírito mudo. O pai, tendo visto o fracasso dos esforços dos discípulos para curar o seu filho, tinha pouca ou nenhuma fé em Cristo e, por conseguinte, quando Jesus lhe mandou que lhe trouxesse o seu filho, o pai respondeu a Jesus: “Se Tu podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos.” Agora, nessa pergunta havia um “se”, mas o pobre pai trémulo tinha colocado esse “se” num lugar errado. Jesus Cristo, portanto, sem lhe ordenar que tirasse o “se”, pô-lo, muito amavelmente, na sua legítima posição. “Não, na verdade”, parece-me ouvi-Lo dizer, “não deve haver nenhum «se» acerca do Meu poder nem tão-pouco quanto à Minha boa vontade. Esse «se» deve ser colocado em qualquer outra parte”. “Se tu podes crer; tudo é possível ao que crê.” A fé do homem foi fortalecida, ele ofereceu uma simples oração para que lhe fosse acrescentada fé e instantaneamente Jesus pronunciou a palavra e o demónio saiu com a injunção de nunca mais voltar. Há aqui uma, lição que nós precisamos aprender. Nós, tal como este homem, frequentemente vemos que existe um “se” algures, mas nós somos continuamente disparatados, pondo-o no lugar errado. “Se” Jesus pode ajudar-me; “se” Ele pode dar-me graça para vencer a tentação; “se” Ele pode dar-me o perdão; “se” Ele pode tornar-me bem sucedido? Não, “se” tu podes crer, Jesus pode e quer. Tu puseste o teu “se” fora do lugar devido. Se tu podes crer com confiança, precisamente como todas as coisas são possíveis para Cristo, assim serão todas as coisas possíveis para ti. A fé permanece diante do poder de Deus e está revestida da majestade de Deus. Ela veste-se de trajes reais e cavalga sobre o cavalo do Rei, porquanto essa é a graça que o Rei Se deleita em honrar. Cingindo-se a si mesma com o poder glorioso do poderoso Espírito, a fé torna-se poderosa, na omnipotência de Deus, para obrar, para ter coragem e para sofrer. Todas as coisas, sem limite, são possíveis para aquele que crê. Minh’alma, podes tu crer esta noite no teu Senhor?


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: