… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 24 de setembro de 2016

24 de setembro

Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras 
de
C. H. Spurgeon
24 de setembro – A FÉ

Abraão acreditou e foi abençoado; e assim todos aqueles que creem são abençoados com ele.” (Gl 3:9, BPT, Pt)

Onde está a pregação ou o ensino que se leva a cabo com fé absoluta no que se prega ou ensina? É inútil forçar outros a escutar e aceitar o que dizemos. Meus irmãos e irmãs, onde está a nossa fé? Na igreja parecia algo quase sobrenatural quando se disse que o Sr. Jorge Muller caminhou na fé a respeito das coisas temporais. Educar as crianças na fé era criá-las na convicção de um temor reverente. Encontramo-nos numa época em que as pessoas não confiam a Deus as coisas rotineiras da vida, não é certo (ou, não é verdade)? Dia a dia Abraão caminhou com Deus, mas agora se te encontras com um homem que caminha com Deus no seu negócio e que com fé leva a Deus cada pormenor e cada assunto da sua vida pessoal, as pessoas olham-no com assombro e certo grau de reserva (ou, de desconfiança). Pensam que tem graça no seu coração mas também suspeitam que lhe falta um parafuso ou não atuaria dessa maneira. Ó, sim, dizemos que temos fé, mas quando se trata das quotidianas realidades da vida, onde está a nossa fé?

Meus irmãos, por que estais tão afanados? Por que estais tão ansiosos, se tendes fé em Deus? Por que mostrais tanta desconfiança a respeito das coisas deste mundo, como o fazem os homens mundanos? Porquê esse temor? Essa murmuração? Essa preocupação? Ó, meu Salvador, se viesses agora não acharíamos desculpa para a nossa desconfiança, para os nossos néscios temores, ou para a nossa falta de doce descanso em Ti. Não confiamos em Ti como o devemos fazer, e se este é o caso daqueles que são devedores à Tua fidelidade amorosa, onde encontrarás Tu fé na terra?



A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: Tg 3-5


 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: