… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

4 de setembro


Oswald Chambers 
My Utmost for His Highest
4 de setembro D'Ele!

“Eram teus, e tu mos deste ...” (Jo 17:6, ARC, Pt)

Um missionário é alguém a quem o Espírito Santo tem persuadido desta percepção: “Não sois de vós mesmos” (1Co 6:19, ARC, Pt). Afirmar que “Eu não sou de mim mesmo”, é ter atingido um ponto alto na minha estatura espiritual. A verdadeira natureza daquilo que ocorre na confusão da vida diária atual é provado pela renúncia deliberada de mim mesmo a favor de outra Pessoa através de uma decisão soberana, e essa Pessoa é Jesus Cristo. O Espírito Santo interpreta-me e explica-me a natureza de Jesus para me fazer um com o meu Senhor, não para que eu me possa simplesmente tornar num troféu para a Sua vitrina. O nosso Senhor nunca enviou a nenhum dos Seus discípulos baseado no que Ele havia feito por eles. Foi só depois da ressurreição, quando os discípulos perceberam através do poder do Espírito Santo, quem era Jesus realmente, que Ele disse: “Ide” (Mt 28:19, vê também Lc 24:49 e At 1:8).

“Se alguém vier a Mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser Meu discípulo.” (Lc 14:26, ARC, Pt). Ele não está dizendo que esta pessoa não pode ser boa e reta, mas que ela não pode ser alguém sobre quem Jesus pode escrever a palavra “Minha”. Nenhuma das relações que o nosso Senhor menciona neste versículo pode competir com a nossa relação com Ele. Eu posso preferir pertencer à minha mãe, ou à minha esposa, ou a mim mesmo, mas se é este o caso, então, Jesus diz: “[Tu] não podes ser Meu discípulo.” Isso não significa que eu não posso ser salvo, mas isso significa que eu não sou completamente dEle.

O nosso Senhor faz do Seu discípulo a Sua própria propriedade, tornando-Se responsável por ele. “... Ser-Me-eis testemunhas…” (At 1:8, ARC, Pt). O desejo que vem a um discípulo não é o de fazer qualquer coisa para Jesus, mas de ser um perfeito deleite para Ele. O segredo do missionário é ser capaz de dizer verdadeiramente: “Eu sou dEle, e Ele está realizando a Sua obra e os Seus propósitos por meio de mim.”

Sê inteiramente dEle!

Tradução de Carlos António da Rocha

*** 
 
Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: