… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

19 de outubro

C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
19 de outubro

“Deus que me criou, dá salmos durante a noite.” (Jb 35:10, ARC, Pt)

QUALQUER homem pode cantar durante o dia. Quando o cálice transborda, o homem retira dele inspiração. Quando as riquezas abundam à sua volta, qualquer homem pode louvar o Deus, que dá abundantes colheitas ou envia navios carregados de coisas preciosas. É muito fácil para uma harpa eólica produzir música quando os ventos sopram; a dificuldade é produzi-la quando não sopram. É fácil cantar quando podemos ler as notas à luz do dia; porém aquele que canta quando não há sequer um raio de luz que permita ler, que canta do seu coração, esse é realmente destro na arte de cantar. Nenhum homem pode fazer por si mesmo um salmo durante a noite; pode tentá-lo, mas ele achará que para cantar um salmo durante a noite tem de ser divinamente inspirado. Quando todas as coisas vão bem, eu posso em qualquer parte entoar salmos compostos com as flores que crescem no meu caminho; mas coloquem-me num deserto, onde não cresce nada verde, e com que é que comporei ali um hino de louvor a Deus? Como pode um homem mortal fazer uma coroa para o seu Senhor onde não há pedras preciosas? Que apenas tenha esta voz clara e um corpo cheio de saúde, e eu poderei louvar a Deus: mas se a minha língua está muda e me acho estendido num leito de dor, como poderei entoar elevados louvores a Deus, a menos que Ele próprio me dê o salmo? Não, não é possível que o homem cante quando tudo lhe é adverso, a não ser que uma brasa do altar toque nos seus lábios. Foi um salmo divino aquele que Habacuc cantou quando na noite disse: “Porquanto, ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja vacas, todavia, eu me alegrarei no SENHOR, exultarei no Deus da minha salvação.” Então, já que o nosso Criador nos dá salmos durante a noite, esperemos que Ele nos dê a música. Oh, tu Músico dirigente, não nos deixes ficar sem música porque a aflição está sobre, porém, afina Tu os nossos lábios para que cantem a melodia duma oração de ação de graças.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Tenho deixado os meus leitores desfrutarem das publicações inéditas que vou apensando diariamente no meu blogue. Casualmente verifiquei que as Meditações Matutinas e Vespertinas de C. H. Spurgeon que eu traduzi estão publicadas quase ipsis verbis no Brasil, sem indicação do autor, ao preço de R$45,00 e em Portugal a €19.99 EUR!!!

Que roubalheira!!!

Isto dói e não é sério nem cristão.

Carlos

Sem comentários: