… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

14 de outubro de 1964 . Martin Luther King, Jr., recebe o Prémio Nobel da Paz



14 de outubro de 1964 Martin Luther King, Jr., 

recebe o Prémio Nobel da Paz

Martin Luther King, Jr. (Atlanta, 15 de janeiro de 1929 — Memphis, 4 de abril de 1968), defensor cristão de mudanças sociais por vias não-violentas, e o mais notável líder dos direitos civis nos Estados Unidos, de 1955 até ser assassinado em abril de 1968. 

A este pastor protestante e ativista dos direitos humanos muitas frases célebres são atribuídas. Nem todas terão sido mesmo proferidas por ele. Já vi atribuídas a outros frases como “o que vale não é o quanto se vive; mas como se vive”, “o que me preocupa não é o grito dos maus, é o silêncio dos bons” e ainda esta “se eu soubesse que o mundo acabaria amanhã, ainda hoje plantaria uma árvore”.
Mas esta frase é mesmo dele: “Não somos o que deveríamos ser; não somos o que queríamos ser; mas graças a Deus, não somos o que éramos”. E esta que é conhecida como “O triângulo de Martin Luther King” também é dele: “O comprimento da vida é o caminho interior de cada homem com vista aos seus fins e ambições pessoais, a preocupação interior pelo bem-estar e o sucesso. A largura da vida é a preocupação exterior pelo bem-estar de outrem. Altura da vida é a subida para Deus. A vida, na verdade, é um triângulo coerente.”

****

Fontes Utilizadas:
Vários “Sítios” e enciclopédias na Internet e ainda algumas obras em papel.
Respigado daqui e dali.

Carlos António da Rocha

Este texto é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está escrito com o Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicado nem utilizado para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: