… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

10 de novembro de 1828 • Lott Cary morre numa explosão



10 de novembro de 1828 Lott Cary
 morre numa explosão
Lott Cary não sabia o ano do seu nascimento porque não havia um registo dos nascimentos dos escravos. Mas o ano do seu nascimento deve ter ocorrido à roda do ano de 1780 numa plantação da Virgínia, perto de Richmond, nos Estados Unidos da América. Como era filho único, Cary cresceu no meio de uma família de escravos que permanecia unida. Enquanto os seus pais trabalhavam, a sua avó, uma devota cristã batista, cuidava dele. Ensinou-lhe a história do seu povo: o sofrimento dos escravos trazidos para a Estados Unidos da América e a necessidade daqueles que viviam em África que conhecessem Jesus.

Quando Lott Cary era jovem trabalhava como escravo em Richmond, vivia uma vida ateia e não mostrava sinais de vir a adotar a fé da sua família. Contudo em 1807, quando Cary se encontrava no corredor da Primeira Igreja Batista em Richmond, escutou um sermão acerca de Jesus dizendo a Nicodemo, um governante dos judeus, que devia nascer de novo. Cary sentiu-se profundamente tocado por esse sermão, e depositou a sua confiança em Cristo Jesus para a sua salvação. Imediatamente foi baptizado e logo determinou ler a Bíblia por si mesmo. Aprendeu a ler e a escrever sozinho e continuou a sua educação numa escola noturna que fora iniciada por William Crane, um fiel crente batista branco.

Pelo seu bom desempenho profissional Cary conseguia obter repetidas promoções no armazém de tabaco, em Shockoe, aonde trabalhava. Aos 33 anos de idade, comprou a liberdade para si mesmo e para os seus dois filhos por 850 dólares, dinheiro que ele conseguira juntar com muito sacrifício e durante anos, já que se tratava de uma quantia que era muitas vezes mais do que o seu salário anual. A sua primeira esposa tinha morrido, e mais tarde voltou a casar.

Entretanto Lott Cary começou a pregar a africanos americanos em reuniões evangelísticas acabando naturalmente por se tornar finalmente pastor de uma igreja para negros. E ao mesmo tempo assistia às suas aulas noturnas de William Crane, instruindo-se e começou também a interessar-se ainda mais pelas missões em África. Por fim, em 1815 cooperou com Crane para fundar e organizar a Sociedade Missionária Africana de Richmond.

A “sua” igreja ia crescendo até ter mais de oitocentos membros, todos verdadeiramente nascidos de novo, enquanto ele permanecia respeitado e seguro no seu trabalho do armazém de tabaco. Não obstante, a sua carga pelas missões em África aumentava, e finalmente determinou partir para lá.

No sermão final, antes da sua partida, pregado à “sua” congregação em Richmond, Cary disse: “Estou quase a deixá-los e não espero ver os vossos rostos nunca mais. Anelo pregar aos pobres africanos sobre o caminho da vida e da salvação. Não sei o que poderá sobrevir-me, talvez encontre uma sepultura no oceano, ou entre homens selvagens, ou entre as bestas mais selvagens na costa da África; tampouco estou ansioso pelo que lá me possa acontecer. Só sinto que é minha obrigação ir.”

Em 23 de janeiro de 1821, Cary embarcou com a sua família e com vários colegas missionários para a Libéria. Foi o primeiro missionário negro em África. Os missionários tinham o apoio das suas igrejas locais e da Sociedade de Colonização Norte-americana, uma associação que trabalhava para fazer regressar os escravos libertados a África.

O distinto serviço que Cary levou a cabo na Libéria foi variado. Fundou e serviu como pastor da Igreja Batista Providência. Ajudou a estabelecer escolas tanto para os filhos dos colonizadores como para as crianças nativas, e prestou serviço como primeiro presidente da Sociedade Missionária Batista de Monrovia. Quando o governador branco da colónia se viu forçado a regressar a sua casa na metrópole por causa da enfermidade, nomeou Cary como governador provisório. Neste papel Cary defendeu a colónia contra ataques de nativos hostis.

E quando Cary estava preparando uma missão de resgate para libertar alguns dos seus homens que tinham sido presos enquanto negociavam com uma tribo nativa, ele e sete colegas missionários morreram neste dia, 10 de novembro de 1828, numa explosão de pólvora provocada aparentemente por uma vela. Tinham decorrido oito anos desde que Lott Cary embarcara para a África e cerca de 49 anos desde que ele tinha nascido escravo nos Estados Unidos América.

Deus tinha planos mais vastos e diferentes para Lott Cary do que aqueles que o seu amo tinha para ele. Alguma vez teve poucas expectativas acerca de uma pessoa devido à sua aparência ou posição? É importante que vejamos aqueles que estão ao nosso redor na perspectiva de Deus.

“Porque se, no vosso ajuntamento, entrar algum homem com anel de ouro no dedo, com vestidos preciosos, e entrar, também, algum pobre, com sórdido vestido, e atentardes para o que traz o vestido precioso, e lhe disserdes: assenta-te tu aqui, num lugar de honra, e disserdes ao pobre: tu, fica aí em pé, ou assenta-te abaixo do meu estrado, porventura não fizestes distinção dentro de vós mesmos, e não vos fizestes juízes de maus pensamentos?” (Tg 2:2-4, ARC, Pt)

****

Fontes Utilizadas:
Vários “Sítios” e enciclopédias na Internet e ainda algumas obras em papel.
Respigado daqui e dali.

Carlos António da Rocha

Este texto é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está escrito com o Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicado nem utilizado para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: