… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

2 de novembro


Oswald Chambers 
My Utmost for His Highest
2 de novembro Obediência ou independência?


“Se me amardes, guardareis os meus mandamentos.” (Jo14:15, ARC, Pt)

O nosso Senhor nunca insiste acerca da obediência. Ele realça muito claramente, o que devemos fazer, mas nunca nos obriga a fazê-lo. Nós temos de obedecer-Lhe devido a uma unidade de espírito com Ele. Isto é, sempre que o nosso Senhor falava acerca do discipulado, fazia-o preceder por um “se”, ou seja, “Tu não precisas de fazer isso, a não ser que tu desejes fazê-lo.” “Se alguém quer vir após Mim, negue-se a si mesmo …” (Lc 9:23, ARC, Pt). Por outras palavras, “Para seres Meu discípulo, deves ceder-Me o teu direito sobre ti mesmo.” O nosso Senhor não está falando acerca da nossa posição eterna, mas acerca de nós Lhe sermos-lhe úteis nesta vida aqui e agora. É por isso que Ele parece tão severo (ver Lucas 14:26). Nunca tentes fazer uma interpretação dessas palavras, separando-as do Único que as disse.

O Senhor não me dá regras, porém Ele torna o Seu padrão muito claro. Se a minha relação com Ele é de amor, eu vou fazer o que Ele diz, sem hesitação. Se eu hesito, é porque eu amo alguém a quem eu tenho posto em concorrência com Ele, isto é, eu mesmo. Jesus Cristo não me vai forçar a obedecer-Lhe, mas eu devo fazê-lo. E logo que eu Lhe obedeço, eu cumpro o meu destino espiritual. A minha vida pessoal pode ser cheia de pequenos acontecimentos sem importância, totalmente insignificantes. Mas se eu obedeço a Jesus Cristo nas circunstâncias aparentemente casuais da vida, elas tornam-se pequenos orifícios por onde eu vejo o rosto de Deus. Então, quando eu me encontrar face a face com Deus, eu vou descobrir que pela minha obediência milhares foram abençoados. Quando a redenção de Deus traz uma alma humana até ao ponto da obediência, ela é sempre produtiva. Se eu obedeço a Jesus Cristo, a redenção de Deus fluirá através de mim para a vida dos outros, porque por trás do ato de obediência está a realidade de Deus Todo-Poderoso.




Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: