… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

1 de dezembro



C. H. Spurgeon

Livro de Cheques do Banco da Fé

1 de dezembro
“Quem anda em sinceridade, anda seguro” (Pv 10:9, ARC, Pt)

O seu andar pode ser lento, contudo, será seguro. O que se apressa a adquirir riquezas não ficará inocente nem estará seguro; porém, uma firme perseverança na integridade, se não traz riquezas, trará, certamente, a paz. Quando fizemos o que é justo e recto somos como o que caminha sobre a rocha, porque temos a confiança de que cada passo dado é sobre terreno sólido e seguro. Por outro lado, o maior êxito alcançado em negócios duvidosos será sempre sem valor e traiçoeiro, e o homem que o tem ganho temerá sempre a chegada do dia do Juízo Final, em que a sua aquisição de riquezas o condenará.



Apeguemo-nos à verdade e à justiça. Pela graça de Deus imitemos o nosso Senhor e Mestre, em cuja boca jamais se achou dolo. Não tenhamos medo de sermos pobres, nem de sermos tratados com desprezo. Nunca, e por coisa alguma, façamos o que a nossa consciência não puder justificar. Se perdermos a paz na alma perderemos o que nenhuma fortuna pode comprar. Se nos conservarmos no caminho do Senhor, e nunca pecarmos contra a nossa consciência, o nosso caminho será seguro contra tudo o que nos sobrevier. Quem é que nos pode danificar se seguirmos o que é bom? Talvez sejamos considerados néscios pelos néscios, se formos firmes na nossa integridade; porém, no lugar onde será pronunciado o julgamento infalível, seremos aprovados.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: