… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 11 de dezembro de 2016

11 de dezembro de 1825 • Samuel Ajayi Crowther, primeiro bispo africano

11 de dezembro de 1825 Samuel Ajayi Crowther, primeiro bispo africano

 O Bispo Crowther em 1867, na conferência eclesiástica de Lambeth.
Em 1821, um menino de onze anos que nascera em Oshogbo, e pertencia à etnia egba do povo yoruba é sequestrado com a sua mãe e irmãs por comerciantes de escravos na África Ocidental. Separado da sua família, Adjai (Ajayi), assim se chamava ele, finalmente foi vendido a um capitão de um veleiro português que fazia o transporte de escravos. O barco em ia agrilhoado foi intercetado por um vaso de guerra britânico e os escravos libertados foram levados para a Serra Leoa. Uma vez lá, Ajayi, pôde frequentar uma escola cristã, onde provou ser um aluno muito brilhante e muito inteligente. E na missão da Igreja anglicana foi educado e convertido, sendo batizado neste dia, 11 de dezembro de 1825, tomando o nome de Samuel Crowther.



Como mostrou uma extraordinária capacidade e aprendia com avidez em 1826 foi estudar na escola paroquial em Islington, em Londres. E em 1827 regressou a África e, depois de se diplomar no colégio Fourah Bay na Serra leoa, ainda prosseguiu estudos na escola de Regents Town em 1830, em 1832 na de Wellington.



Mais tarde, em 1842 foi ordenado pastor da comunhão anglicana em Londres, na Inglaterra. Foi assim o primeiro pastor negro africano da Igreja Anglicana. Em 1840 retoma a obra missionária na Serra Leoa. E volta à sua terra natal em 1843 e trabalha na evangelização do seu próprio povo, o povo Yoruba, o mais numeroso grupo étnico da Nigéria como missionário até 1851, ganhando para Cristo a sua mãe e uma das suas irmã, as quais revê de novo, depois de lhes ter perdido o rasto durante muitos anos.



Os seus talentos impressionaram muita gente, entre eles a própria rainha Vitória. E por causa sisso, em 29 de junho de 1864, numa cerimónia que encheu por completo a catedral de Cantuária foi consagrado bispo anglicano da Nigéria. E tornou-se o primeiro bispo anglicano africano, estendendo sua jurisdição por toda a África ocidental.



Acreditava que a evangelização da África era responsabilidade dos próprios africanos e também que a Bíblia devia ser colocada nas mãos deles nas suas línguas maternas. Para isso constitui uma equipa de tradutores africanos e europeus que completam a tradução da Bíblia para a língua Yoruba em 1884.



Este bispo pioneiro, que começara como escravo, acabaria a sua jornada terrena a 31 de dezembro de 1891 em Lagos. Samuel Crowther pôde dizer: “Lutei pela boa causa, percorri o meu caminho e guardei a fé. Só me resta agora receber a merecida recompensa.” (2Tm 4:7-8, BPT, Pt)



“Quem despreza o dia das coisas pequenas?” (Zc 4:10, ARC, Pt) “Os que desanimarem com a pequenez do começo, sentirão alegria ao verem Zorobabel a terminar a obra. (Zc 4:10, BPT, Pt) Que exemplo para nós!


****

Fontes Utilizadas:

Vários “Sítios” e enciclopédias na Internet e ainda algumas obras em papel.

Respigado daqui e dali.

Carlos António da Rocha

Este texto é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está escrito com o Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicado nem utilizado para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: