… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

13 de dezembro



Oswald Chambers 
My Utmost for His Highest
13 de dezembro “A oração intercessora”

“O dever de orar sempre, e nunca desfalecer.” (Lc 18: 1, ARC, Pt)

Tu não podes interceder verdadeiramente por meio da oração, se tu não crês na realidade da redenção. Em vez disso, tu simplesmente estarás transformando a intercessão em simpatia inútil pelos outros, que servirá apenas para aumentar o contentamento que eles têm por permanecerem fora do contato com Deus. A verdadeira intercessão implica trazer a pessoa, ou a circunstância que parece estar a estalar-se sobre ti, diante de Deus, até que, tu és transformado pela Sua atitude para com essa pessoa ou circunstância. Intercessão significa que “Cumpro o resto das aflições de Cristo” (Colossenses 1:24), e isto é precisamente por que existem tão poucos intercessores. As pessoas descrevem intercessão dizendo: “É colocar-se no lugar de outra pessoa.” Isso não é verdade! Intercessão é colocar-se no lugar de Deus; é ter a Sua mente e a Sua perspectiva.

Como intercessor, tem cuidado para não pedires muita informação a Deus em relação à situação sobre a qual estás orando, porque podes ser esmagado. Se sabes demasiado, mais do que Deus ordenou que tu saibas, não podes orar; as circunstâncias das pessoas tornam-se tão esmagadoras que tu não és capaz de chegar à verdade fundamental.

O nosso trabalho é estar em contato com Deus de tal forma que possamos ter a Sua mente sobre tudo, mas nós esquivamo-nos a essa responsabilidade substituindo a interceder pela atividade. E ainda a intercessão é única coisa que não tem desvantagens, porque mantém o nosso relacionamento com Deus completamente aberto.

O que devemos evitar na intercessão é orar para que alguém seja simplesmente “remendado.” Devemos orar para que essa pessoa entre completamente em contato com a própria vida de Deus. Pensemos na quantidade de pessoas que Deus tem trazido ao nosso caminho, só para as vermos perderem-se! Quando oramos com base na redenção, Deus cria algo que Ele não pode criar de outra forma senão através da oração intercessora.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: