… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

15 de dezembro



C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
15 de dezembro

“E estes converterão as suas espadas em enxadões e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerrear.” (Is 2:4, ARC, Pt)

Oh, que estes tempos felizes cheguem depressa! Actualmente, as nações estão armadas até aos dentes, e ainda inventam armas cada vez mais terríveis, como se o principal objectivo do homem pudesse ser resolvido apenas pela destruição de miríades dos seus semelhantes. Não obstante, a paz prevalecerá um dia, sim, e de tal maneira que os instrumentos de destruição serão moldados em objectos com outras formas e usados para melhores propósitos.

Como acontecerá tudo isto? Pelo comércio? Pela civilização? Pela arbitragem? Não o cremos. A experiência do passado proíbe-nos confiar em meios tão ineficazes. A paz será estabelecida apenas pelo reinado do Príncipe da Paz. Ele tem de ensinar os povos pelo Seu Espírito, e renovar os seus corações pela Sua graça, reinando sobre eles pelo Seu poder supremo e então eles cessarão de ferir e de matar. O homem, ardendo em ira, é um monstro, e só o Senhor Jesus pode transformar este leão num cordeiro. Mudando o coração do homem, as suas paixões sanguinárias serão afastadas. Que cada leitor deste livro de promessas ore especialmente ao Senhor, Doador da Paz, para que Ele prontamente ponha um fim à guerra, e estabeleça a concórdia em todo o mundo.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: