… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

2 de dezembro



C. H. Spurgeon

Livro de Cheques do Banco da Fé
2 de dezembro

“Tenho posto o SENHOR continuamente diante de mim; por isso que Ele está à minha mão direita, nunca vacilarei.” (Sl 16:8, ARC, Pt)

Esta é a melhor maneira de viver. Com Deus sempre diante de nós, temos a companhia mais sublime, o exemplo mais santo, a consolação mais doce e a influência mais poderosa. «Tenho posto» tem de ser uma determinação da nossa mente, mantida como uma coisa firme e decidida. Fixar sempre o olhar no Senhor, e ouvir a Sua voz, é a atitude correcta do homem piedoso. O seu Deus está perto dele, enchendo o horizonte da sua visão, traçando o caminho da sua vida e fornecendo o tema para a sua meditação. Que vaidades evitaríamos, que pecados venceríamos, que virtudes demonstraríamos, na verdade, que gozos experimentaríamos, se sempre, colocássemos o Senhor diante de nós! E, porque não?




É esta a maneira de estarmos seguros. Com o Senhor sempre nas nossas mentes, sentimo-nos segurança e certeza pela Sua presença tão próxima. Ele acha-Se à nossa mão direita, para nos guiar e ajudar, portanto não seremos comovidos pelo receio, nem pela violência, nem pela fraude, nem pela inconstância. Quando Deus Se mantém à mão direita de um homem, esse homem, sem dúvida, manter-se-á direito. Vinde, então, vós que sois inimigos da verdade! Precipitai-vos para a frente, contra mim, como uma tempestade furiosa, se quiserdes. Deus protege-me. Deus permanece comigo. A quem temerei?

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: