… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 31 de dezembro de 2016

31 de dezembro

Oswald Chambers
My Utmost for His Highest
31 de dezembro “O passado”
“Porque não saireis apressadamente, ... porque o SENHOR irá diante de vós, e o Deus de Israel será a vossa retaguarda.” (Is 52:12, ARC, Pt)

Segurança do passado. “... Deus pede conta do que passou.” (Eclesiastes 3:15). No fim do ano voltamo-nos com ansiedade para tudo o que Deus tem para o futuro, e ainda a ansiedade tende a surgir quando nos lembramos dos nossos dias passados. O nosso gozo presente da graça de Deus tende a ser reduzido pela memória dos pecados e erros estúpidos do passado. Porém, Deus é o Deus do nosso passado, e Ele permite que a memória deles transforme o passado num ministério de crescimento espiritual para o nosso futuro. Deus faz-nos lembrar do passado para nos salvaguardar de uma segurança muito superficial no presente.



Segurança para o dia de amanhã. “... o SENHOR irá diante de vós ... “ Esta é uma revelação graciosa— que Deus enviará a Sua proteção onde nós não conseguimos proteger-nos. Ele vai manter a vigia para que não caiamos novamente pelas mesmas faltas, como aconteceria, sem dúvida, se Ele não fosse a nossa “retaguarda.” E a mão de Deus estende-se até ao passado, liquidando todas as reivindicações contra a nossa consciência.



Segurança para o dia de hoje. “Porque não saireis apressadamente... “Ao iniciarmos o ano que vem, não o façamos na pressa impetuosa de um prazer que se esquece, nem com a rapidez de uma irreflexão impulsiva. Mas que o iniciemos com o poder paciente de saber que o Deus de Israel irá diante de nós. Os nossos dias passados apresentam-nos coisas quebradas e irreversíveis para nós. É verdade que perdemos oportunidades que nunca voltarão, mas Deus pode transformar essa ansiedade destrutiva numa reflexão construtiva para o futuro. Deixa que o passado durma, porém deixa-o dormir no doce abraço de Cristo.



Deposita o passado arruinado e irreversível nas Suas mãos, e avança com Ele para o futuro invencível.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: