… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

5 de dezembro


Oswald Chambers 
My Utmost for His Highest

5 de dezembro “O Templo do Espírito Santo”

“… Somente no trono eu serei maior que tu.” (Gn 40:41, ARC, Pt)

Sou responsável perante Deus pela maneira como eu controlo o meu corpo sob a Sua autoridade. Paulo disse que ele não “punha de lado a graça de Deus”– tornando-a ineficaz (Gálatas 2:21). A graça de Deus é absoluta e ilimitada, e a obra da salvação através de Jesus está completa e consumada para sempre. Eu não estou sendo salvo— estou salvo. A salvação é tão eterna como o trono de Deus, porém, eu devo pôr em prática ou usar o que Deus colocou no meu íntimo.

Para “operar a [minha] própria salvação” (Filipenses 2:12) significa que eu sou responsável por usar o que Ele me tem dado. Isso também significa que eu devo mostrar no meu próprio corpo a vida do Senhor Jesus, não misteriosamente ou secretamente, mas abertamente e corajosamente. “Antes, subjugo o meu corpo e o reduzo à servidão...” (I Coríntios 9:27). Cada Cristão pode ter o seu corpo sob o controlo absoluto de Deus. Deus deu-nos a responsabilidade de governar sobre todo “o templo do Espírito Santo”, incluindo os nossos pensamentos e desejos (I Coríntios 6:19). Nós somos responsáveis por isso, e nunca devemos dar lugar a outras coisas impróprias.

Mas a maioria de nós é muito mais severo nos nossos julgamentos acerca dos outros do que nós somos no julgamento de nós mesmos. Nós arranjamos desculpas em defesa das coisas em nós mesmos, enquanto que nós condenamos as coisas na vida dos outros, simplesmente porque não estamos naturalmente inclinados a fazê-las.

Paulo disse: “Rogo-vos... que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo...” (Romanos 12:1). O que devo decidir é se eu concordo ou não com o meu Senhor e Mestre que o meu corpo será de facto o Seu templo. Uma vez que eu concordo, todas as regras, regulamentos e exigências da lei respeitantes ao corpo estão resumidas para mim nesta verdade revelada, o meu corpo é “o templo do Espírito Santo.”



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: