… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 19 de fevereiro de 2017

19 de fevereiro



C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas

19 de fevereiro

“Assim diz o Senhor JEOVÁ: Ainda por isso Me pedirá a casa de Israel, que lho faça.” (Ez 36:37, ARC, Pt)

A ORAÇÃO é a precursora da misericórdia. Volta para a História Sagrada e encontrarás que dificilmente veio uma grande misericórdia a este mundo em qualquer ocasião que não tenha sido anunciada pela súplica. Tu mesmo achaste esta verdade na tua experiência pessoal. Deus tem-te dado muitos favores que não solicitaste, mas habitualmente a oração fervente tem sido sempre para ti o prelúdio de uma grande bênção. Quando ao princípio achaste paz pelo sangue da cruz, tu estavas orando e intercedendo fervorosamente ante Deus para que Ele removesse as tuas dúvidas e para que te libertasse das tuas aflições. A tua confiança foi o resultado da oração. Quando em qualquer ocasião experimentaste júbilos sublimes e arrebatadores, viste-te obrigado a considerá-los como respostas às tuas orações. Quando foste livrado de terríveis provas e contaste, nas tuas calamidades, com alguma ajuda poderosa, pudeste dizer: “Busquei ao SENHOR, e Ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores.” A oração sempre é o prelúdio de alguma bênção. A oração vai diante da bênção como se fosse uma sombra que ela projeta. Quando o sol da misericórdia de Deus se eleva sobre as nossas necessidades projeta sobre o campo a sombra da oração. Ou, para usar outra ilustração, quando Deus levanta uma montanha de bênçãos, Ele mesmo ilumina por detrás delas e Ele projeta sobre os nossos espíritos a sombra da oração, de maneira que podemos estar seguros, se é que oramos muito, que as nossas súplicas constituem as sombras da bênção que pedimos. Desta maneira a oração conecta-se com a bênção pedida, para nos mostrar o valor dela. Se nós obtivéssemos as bênçãos sem as pedirmos, podíamos considerá-las coisas comuns, mas as orações fazem com que as nossas bênçãos sejam mais preciosas do que os diamantes. As coisas que pedimos são preciosas, mas não nos damos conta disso até que as tenhamos procurado ardentemente.

“Oração faz retirar a nuvem escura;
A oração sobe a escada que Jacob viu;
Dá exercício à fé e ao amor;
Traz-nos todas bênçãos do Céu.”


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: