… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 7 de maio de 2017

7 de maio de 1711 • Apesar de tudo, teria sido melhor ter tido uma luzita daqui de cima, senhor David Hume!



7 de maio de 1711 Apesar de tudo, teria sido melhor ter tido uma luzita daqui de cima, senhor David Hume!

Gravura de Hume, retirada da sua “História da Inglaterra”, vol. I (1754)



Hoje lembro uma pequena história sobre David Hume que C. H. Spurgeon conta no seu Sermão “A Bíblia”.


“Recordo uma história do Senhor Hume, o qual constantemente afirmava que a luz da razão é suficiente em abundância. Estando na casa de um bom ministro de Deus, numa noite, havia estado discutindo sobre este assunto, manifestando a sua firme convicção na suficiência da luz da natureza. Ao sair, o ministro ofereceu-lhe uma vela, para o iluminar, enquanto ele descia as escadas. Ele disse: “não, a luz da natureza será suficiente; o luar me bastará”. Porém, ocorreu que uma nuvem estava ocultando a Lua, e ele caiu, escadas abaixo. “Ah!”, disse o ministro, “apesar de tudo, teria sido melhor ter tido uma luzita daqui de cima, senhor Hume”.



Então, ainda que supondo que a luz natural fosse suficiente, seria melhor que tivéssemos tido uma pequenina luz de aqui de cima, e dessa maneira estaríamos seguros de estarmos certos. É melhor ter duas luzes do que uma. A luz da criação é muito brilhante. Podemos ver a Deus nas estrelas; o Seu nome está escrito com letras de ouro no rosto da noite; podemos descobrir a Sua glória nas ondas do oceano, sim, e nas árvores do campo. Mas, é melhor ler em dois livros, do que em um. Encontrá-Lo-ão aqui mais claramente revelado, porque Ele mesmo escreveu este livro e nos deu a chave para entendê-lo, se vós tiverdes o Espírito Santo. Amados irmãos, demos graças a Deus por esta Bíblia. Amemo-la e consideremo-la mais preciosa do que o ouro mais fino”.



[in Sermão n.º 15, “The Bible”, pregado na manhã de domingo, 18 de março de 1855, por C. H. Spurgeon, no púlpito da capela de New Park Street em Exeter Hall, Strand, Londres.]



David Hume nasceu em Edimburgo, no dia de hoje, 7 de maio de 1711, foi um filósofo e historiador escocês.



Ao lado de Adam Smith e Thomas Reid, é uma das figuras mais importantes do chamado iluminismo escocês, sendo frequentemente considerado como um dos maiores escritores e filósofos de língua inglesa. Segundo Bertrand Russell, Hume foi o maior dos filósofos britânicos.



Spurgeon com o seu humor saudável recorda ao grande filósofo, como a todos nós, que precisamos da iluminação do Pai das Luzes, e que a encontramos franca e pura na leitura da Bíblia.



Dá-nos Senhor fome e sede da Tua Palavra!!


Vamos começar a lê-la hoje?

****

Fontes Utilizadas:
Vários “Sítios” e enciclopédias na Internet e ainda algumas obras em papel.
Respigado daqui e dali.

Carlos António da Rocha

Este texto é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está escrito com o Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicado nem utilizado para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: