… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

“Bendize, ó minha alma, ao Senhor! Senhor, Deus meu, como tu és magnificente!” (Sl 104:1)



“Bendize, ó minha alma, ao Senhor! Senhor, Deus meu, como tu és magnificente!” (Sl 104:1)
     Esta é a verdadeira obra que agrada a Deus: honrar, adornar, enfeitar e embelezar a Deus, para torná-lO mais belo que o Sol, e que nada haja de <mais> belo em comparação com Ele. Na verdade, Ele não necessita que O exaltemos, pois está assentado acima de todos os Céus, no trono da Sua glória. Quando, porém, na minha prédica e no meu louvor proclamo e anuncio o quanto Ele é poderoso e maravilhoso, então Ele está sendo enaltecido e torna-Se conhecido. Do contrário, Deus é desconhecido entre os homens. Por isso, se, por meio da minha boca, o Seu louvor é espalhado entre o povo, de sorte que o Deus que anteriormente causava nojo, agora é santificado, isso será a mais bela coroa que Se lhe pode pôr na cabeça, o mais belo vestido que Se lhe pode vestir, a mais linda casa que Se lhe pode construir. Esta boca faz grandes coisas quando honro a Deus de tal maneira que Ele penetra no coração das pessoas.

Martinho Lutero
In Meditações de Lutero, Castelo Forte - 1983


Sem comentários: