… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

“Observai as aves do céu: não semeiam, nem colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?” (Mt 6:26)


“Observai as aves do céu: não semeiam, nem colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?” (Mt 6:26)

     O Senhor apresenta-nos a natureza por exemplo, para, dela, aprendermos a confiar em Deus e a não andarmos ansiosos. Pois, os passarinhos esvoaçam diante dos nossos olhos, para vergonha nossa, de sorte que gostaríamos de tirar o chapéu e de lhe dizer:

     - Senhor Doutor, preciso confessar que não domino a arte que você domina. Durante a noite, você dorme no seu ninho, sem qualquer preocupação. De manhã, você acorda alegre e bem animado, pousa sobre uma flor e canta, louva e agradece a Deus. Depois, você procura o seu alimento e  encontra-o. Que vergonha para mim, velho tolo, que não faço o mesmo, eu, que tenho tanto<s> motivo<s> para isso!
 Martinho Lutero
In Meditações de Lutero, Castelo Forte - 1983

Sem comentários: