… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 18 de novembro de 2017

“Filhinhos, escrevo-vos, porque pelo seu nome vos são perdoados os pecados” (1Jo 2:12)


“Filhinhos, escrevo-vos, porque pelo seu nome vos são perdoados os pecados” (1Jo 2:12)
     Já nos primeiros dias do cristianismo, existia o perigo de que os crentes pudessem não ter certeza quanto ao perdão dos seus pecados, por causa da influência de falsos mestres. Mesmo hoje, existem cristãos que não têm certeza se Deus realmente os perdoou de tudo e se tal perdão se aplica por toda a eternidade.

     O versículo de hoje assegura a todos os crentes que são filhos de Deus porque os seus pecados lhes estão perdoados. A segurança deste perdão divino está nas palavras “pelo seu nome”. Aqui estamos lidando com todos os nossos pecados: aqueles cometidos antes da nossa conversão, aqueles que, infelizmente, ocorreram desde a conversão e também os pecados que, com tristeza, ainda iremos cometer. Não somos perdoados com base em qualquer coisa que temos feito para merecer o perdão, mas apenas com base no que o Senhor Jesus é e naquilo que Ele fez. “Pelo seu nome” implica toda a Sua excelência. Ele é o justo e Aquele sem pecado, que nunca cometeu um simples pecado, e Ele respondeu por todos os nossos pecados diante de Deus. Ele pagou por cada um deles. Deus está plenamente satisfeito, em todos os sentidos, por Cristo e o Seu sacrifício na cruz. Esta é a base sobre a qual todos são perdoados. Nós podemos alegremente confessar: “Assim como está longe o oriente do ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões” (Sl 103:12). Deus nunca mais Se irá lembrar dos nossos pecados; Ele perdoou-os “pelo seu nome”. Isto significa segurança eterna.

     Você alegra-se diariamente acerca do perdão dos seus pecados?
In "Boa Semente"