… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 4 de outubro de 2016

ELE TINHA SIDO UM PARVO, AO NÃO PEDIR O BISPADO!!!



ELE TINHA SIDO UM PARVO, AO NÃO PEDIR O BISPADO!!!

Em 1473, Gansfort visitou a cidade de Roma e aí obteve uma audiência perante o Papa Sixto IV, que foi o primeiro de seis Pontífices Romanos cuja escandalosa conduta imoral levou a Igreja finalmente à Reforma. A historiadora Barbara Tuchman afirma que Sixto IV introduziu um período de “busca desenfreada, aberta e implacável de lucro pessoal e de poder político.” Esta Papa assombrou a opinião pública do seu tempo pelo seu descarado nepotismo. Outro historiador escreve que as suas intenções talvez fossem converter o Papado num negócio familiar. Naquele tempo poucos se atreviam a condenar os seus abusos.

Mas Wessel Harmenss Gansfort era diferente. Um dia, o Papa Sixto IV disse-lhe: «Filho, pede o que queiras, e tu daremos.” Gansfort, apoiando-se em Mateus 24:45-47, respondeu sem titubear: “Santo Pai, dado que vossa Mercê é o mais alto sacerdote e pastor de toda a Terra, peço-vos... que cumprais com o vosso elevado dever, de tal modo que, quando o Grande Pastor das ovelhas chegue, possa dizer-vos: ‘Muito bem, servo bom e fiel, entra no gozo de Teu Senhor’». A resposta do Papa Sixto IV foi que isso lhe correspondia a ele, e que Gansfort deveria solicitar algo para si mesmo. Ao que respondeu Gansfort: “Então peço-vos que me deis uma Bíblia grega e uma hebraica da Biblioteca do Vaticano.” O Papa outorgou-lhe a sua petição, não sem antes comentar que ele tinha sido um parvo, ao não pedir o bispado.

Wessel Harmenss Gansfort
 
****

Fontes Utilizadas:
Vários “Sítios” e enciclopédias na Internet e ainda algumas obras em papel.
Respigado daqui e dali.

Carlos António da Rocha

Este texto é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está escrito com o Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicado nem utilizado para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: