… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 16 de maio de 2017

A luz da razão humana difere pouquíssimo das trevas

“No tocante ao reino de Deus e a tudo quanto se acha relacionado com a vida espiritual, a luz da razão humana difere pouquíssimo das trevas; pois, antes de ser-lhe mostrado o caminho, ela é extinta; e a sua perspicácia não é mais digna do que a cegueira, pois quando vai em busca do resultado, ele não existe. Pois os princípios verdadeiros são como as centelhas; essas, porém, são apagadas pela depravação da natureza antes que sejam postas no seu verdadeiro uso.”

João Calvino, In Efésios, (Ef 4:17), p. 134-135

Sem comentários: